quarta-feira, 9 de novembro de 2011

PRISMA!

Prisma!


Como num prisma,
Onde a luz facetada,
Se recria em novas cores,
Assim sou eu,
Quando te vejo,
Sem saber,
Vivo de amar!


Santaroza

2 comentários:

  1. Lindíssimo João... sou sua fã, sabes que gosto muito do seu trabalho? Beijokas

    ResponderExcluir